03 julho 2007

ONU e FMI prevêem crescimento maior da economia brasileira..
A Organização das Nações Unidas (ONU) e o Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciaram que a economia brasileira deve crescer acima das atuais previsões. O Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (Ecosoc), que havia estimado uma taxa de 4,4% para a expansão do PIB (Produto Interno Bruto) do país neste ano, afirmou ontem que o número deve ser maior, mas não especificou quanto. As Nações Unidas prevêem crescimento global de 3,4% em 2007, abaixo dos 4% do ano passado.Para o FMI, a economia do país crescerá acima de 4,4% porque "os números são bons", segundo o diretor-adjunto da instituição, o brasileiro Murilo Portugal, e existe a de combinação de circunstâncias externas favoráveis com mudanças internas positivas. Na previsão do Fundo, a economia mundial crescerá 5% neste ano. No ano que vem, ainda segundo o FMI, haverá possibilidade de a economia brasileira superar o crescimento da economia global (que deve ficar em 4,9%), se novos estímulos ocorrerem agora. EmergentesNas previsões revisadas da ONU, a América Latina cresce 4,8% este ano, um aumento de 0,6% comparado à estimativa do começo do ano. Para 2008, a taxa é esperada em 4,4%, ainda abaixo dos 5,7% de 2006. A ONU destaca que o Brasil e o México já fizeram melhor do que o esperado ano passado, e o mesmo pode acontecer este ano, sobretudo com a forte demanda doméstica brasileira. O estudo mostra, contudo, que no período de 1990 a 2005, quando o país cresceu em média 2,5%, a produtividade só aumentou 0,6% - comparado a 7,6% na China e 3,7% na Ilha Maurício.Para Murilo Portugal, o principal risco para Brasil e América Latina seria de origem externa. Ele observou que a vulnerabilidade no país é bem menor hoje, mas ainda existe porque a dívida pública bruta é elevada, e tem uma parte grande de curto prazo.
Por fim podemos concluir que ñ importa qual o país pq sair de uma estaca 0 qualquer resultado é muito gratificante, de fato podemos agradecer a copetência do atual presidente é muito favorecedora por isso agradecemos a ele "risos"...

Nenhum comentário: